11.2 Revestimentos Metálicos
Consistem na interposição de uma película metálica entre o meio corrosivo e o metal que se quer proteger. Os mecanismos de proteção das películas metálicas podem ser: por formação de produtos insolúveis, por barreira, por proteção catódica, dentre outros.

As películas metálicas protetoras, quando constituídas de um metal mais catódico que o metal de base, devem ser perfeitas, ou seja, isentas de poros, trincas, etc., para que se evite que diante de uma eventual falha provoquem corrosão na superfície metálica do metal de base ao invés de evitá-la.

As películas mais anódicas podem ser imperfeitas porque elas conferem proteção catódica à superfície do metal de base.

Os processos de revestimentos metálicos mais comum são:

11.3 Revestimentos Não-Metálicos Inorgânicos
Consistem na interposição de uma película não-metálica inorgânica entre o meio corrosivo e o metal que se quer proteger. Os mecanismos de proteção são, essencialmente, por barreira e por inibição anódica.

11.4 Revestimentos Orgânicos
Consiste na interposição de uma camada de natureza orgânica entre a superfície metálica e o meio corrosivo.
Os principais revestimentos orgânicos são os seguintes:

 

*Estes dados foram retirados e adaptados, em sua maioria, do documento original que pode ser acessado através do endereço: http://www.abraco.org.br/site/